Postado por Carolina Filisberto em Livros, Resenha

Hoje vim falar de um livro que me fez de trouxa (again)… Estou falando de Mentirosos, da E. Lockhart, publicado pela editora seguinte.

Sinopse: Cadence vem de uma família rica, chefiada por um patriarca que possui uma ilha particular no Cabo Cod, onde a família toda passa o verão. Cadence, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat (os quatro “Mentirosos”) são inseparáveis desde os oito anos. Durante o verão de seus quinze anos, porém, Cadence sofre um misterioso acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos, tentando juntar as lembranças sobre o que aconteceu.

Com essa sinopse, já podemos saber: Tem um mistério no passado de Cadence. A garota que não consegue lembrar o que passou no verão de seus 15 anos na ilha junto com os Mentirosos será a nossa protagonista. E narrado em primeira pessoa, iremos passar pela confusão e vida de Cadence.

É meio complicado falar desse livro, mas aqui vai uma dica: Quanto menos você souber sobre o livro, melhor!
O livro tem todo esse mistério como o principal fator da história, mas já nas primeiras páginas veremos que E. Lockhart irá abordar outras coisas, como a crítica do que se passa no interior de uma família rica que é preocupada com as aparências.

Os personagens em si não me cativaram, não consegui me adaptar bem com eles e não tive nenhuma conexão com os personagens. Senti falta de uma proximidade maior entre o grupo Mentirosos fora da ilha, pois eles era bem unidos na ilha, mas depois eles se afastavam. Cada um tem seu jeito pessoal, onde conseguimos classificar uma característica para cada membro do grupo.
Mas todo o enredo é tão bom, que esse fato dos personagens nem é tão importante!

Já aviso: No começo você irá se confundir na narração e no que está acontecendo na história, mas é porque a cabeça de Cadence está confusa e no decorrer do livro tudo vai se encaixando e melhorando para quando chegar o final… BAM! Choque, surpresa e sentimento de trouxa!

O melhor do livro é que em vários momentos a autora vai dando dicas, mas a dona lerda aqui (e muitos leitores também) não conseguiu ligar todas as pistas e chegar na conclusão de tudo! E estou louca para reler a história com o outro olhar, porque sério, desde quando eu li esse livro, não consigo tirar o desfecho da minha mente!

Se recomendo? É sério que preciso responder essa pergunta?!